quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

3

Instintos

  O ser humano é cruel por natureza e isso não é um defeito, é apenas a nossa forma mais pura, somos animais e possuímos instintos, são eles que nos mantêm vivos, eles nos protegem e nos tornam mais fortes a cada instante.
  Quando passamos a castrar a nossa verdadeira imagem nos tornamos seres vazios e sem perspectiva. Por exemplo, o medo. O que é o medo? É o instinto que mais nos motiva a sobreviver e a continuar avançando e evoluindo, a ausência do medo nos faz ficar-nos na inércia. Perdemos aquilo que nos motiva a continuar avançando, sem o medo seriamos vulneráveis. Por exemplo: Quando trabalhamos nos temos medo, medo de um chefe, de ganhar o nosso salário e ele ser suficiente para pagar nossas contas, trabalhamos pela nossa sobrevivência. Quando perdemos o medo, entramos em inércia, não evoluímos e estacionamos no tempo.
  Todos os nossos instintos e sentimentos nos impulsionam para a evolução, mas a castração deles, por algum motivo moral ou religioso pode ser um risco para a própria sobrevivência. Mas a moral deve ser construída por nós e não ser retirada de religiões e pela sociedade, pois cada individuo tem que se preocupar com sua sobrevivência. A sociedade continuara da mesma maneira com ou sem alguma pessoa, ela não se importa com o individuo, no final nenhuma religião e sociedade vai se modificar por uma pessoa. Continuara girando e se tornando mais suja a cada instante.

Calígula Scipio
16 de fevereiro de 2011

3 Comentários:

Temos 9 circulos do inferno para encaixar você. disse...

caro amigo caso eu não reprimisse meus instintos eu com certeza estaria morto hoje em dia... meus instintos ainda são primordiais e ferozes mas eu abafo.

http://sonsofhonor.blogspot.com/

Gabriela Kaulitz disse...

Gostei bastante dos seus textos, e ótima escrita. Se quiser passar no meu blog para dar uma comenta eu agradeço: http://gabrielakaulitz.blogspot.com/

Caligula Scipio disse...

Exatamente, por isso usamos a razão, nós sabemos direcionar e abafar nossos instintos para proveito próprio, sem a razão seriamos animais irracionais e com toda certeza não estariamos discutindo isso aqui.
Espero que continuemos postando.

Postar um comentário